Home                                                
      Contributors                                   
      Reflexões                                    
      Livros                                
      Guia Do Utilizador Rio+20        
      Inovaçáo                                    
      Awards and Events                
      PNUMA em ação            
      Em profundidade      
      WWW                                
      Estrela                          
 
 
 
Rio+20 um guia rápido do utilizador

Durante dez dias, o Rio será o centro do mundo,” afirma o diplomata Laudemar Aguiar, responsável pela logística da Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, Rio+20.

O governo brasileiro quer que o evento seja a maior conferência da história das Nações Unidas ultrapassando a Cimeira de Copenhaga, de 2009, em termos de afluência. Aguiar prevê a presença de 150 chefes de Estado e um total de 50 000 visitantes, incluindo diplomatas, jornalistas, empresários, políticos e ativistas ambientais.

CHEGADAS
As equipas de receção receberão as delegações oficiais nos aeroportos internacionais do Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Manaus, Recife e Porto Alegre. Poderão ser adicionados outros aeroportos internacionais, dependendo do número de chefes de Estado ou de governo que entram no Brasil através dos mesmos.

À chegada no Brasil, os representantes estrangeiros receberão um tratamento rápido na alfândega e na autorização de imigração desde que a sua chegada e partida tenham sido comunicadas por Note Verbale pelo menos cinco dias úteis antes.

Para consultar os voos de ligação a partir das principais cidades para o Rio de Janeiro, visite o sítio Web da Infraero (empresa brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) ou contacte a linha aérea em causa.

As equipas de receção receberão as delegações nos seguintes aeroportos no Rio de Janeiro: Aeroporto Internacional António Carlos Jobim (GIG) e Aeroporto Santos Dumont (SDU).

Transportes
No Rio de Janeiro serão fornecidos serviços expresso pelo governo brasileiro aos representantes dos Estados-Membros, das organizações intergovernamentais, do sistema da ONU e da comunicação social entre os aeroportos e os hotéis, e os hotéis e o Riocentro, de 12 a 23 de junho de 2012. Será necessário um passe de conferência válido para aceder a este serviço. Antes de obter o passe da Conferência, serão aceites as seguintes provas de identificação:

Representantes de Estados-Membros ou de organizações intergovernamentais: passaporte diplomático, identificação da embaixada, carta oficial de credenciais ou carta oficial de participação emitida pelos governos ou organizações;

Representantes do sistema da ONU: um livre-trânsito da ONU válido ou um passe livre;

Representantes da comunicação social: uma identificação válida com uma cópia do e-mail das Nações Unidas a aprovar a participação na Conferência.

Para além de lugares de estacionamento para os transportes oficiais, estarão disponíveis um máximo de quatro lugares na área do Riocentro para as delegações lideradas pelos chefes de Estado ou de governo, e um máximo de dois lugares para outras delegações oficiais. Assim, os participantes são encorajados a usar o serviço expresso em vez dos automóveis, sempre que possível, atitude que também promove o tema de sustentabilidade da Conferência.

Caso tenha mais perguntas sobre o transporte pode enviálas para o Rio+20 CNO em rio20.transporte@itamaraty.gov.br

LOCAIS

PRINCIPAL LOCAL: riocentro

O Riocentro é o local oficial da Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável. Localiza-se na Avenida Salvador Allende, n.º 6.555, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.

O Riocentro é um centro de convenções com cinco pavilhões interligados que totalizam 100 000 m2, numa área total de 571 000 m2. Será adicionado um pavilhão temporário para eventos paralelos.

Em 1992, com somente três pavilhões, o Riocentro recebeu a Conferência das Nações Unidas sobre o Ambiente e o Desenvolvimento (Cimeira da Terra de 1992).

Durante a Conferência do Rio+20, a área do Riocentro estará sob a responsabilidade das Nações Unidas; somente as pessoas previamente acreditadas pela ONU poderão entrar nesta área.

  • Pavilhão 1: entrada dos participantes; área de acreditação para a comunicação social e os delegados oficiais.

  • Pavilhão 2: zona de alimentação e outros serviços.

  • Pavilhão 3: centro para a comunicação social e salas de conferências.

  • Pavilhão 4: área de chegada para o transporte cujos chefes de delegação não são chefes de Estado ou de governo; salão VIP para autoridades brasileiras e estrangeiras; sala para reuniões bilaterais de representantes que não são chefes de Estado ou de governo; gabinetes de apoio à delegação; duas salas ecuménicas para meditação (uma para mulheres e outra para homens); um auditório para 272 pessoas.

  • Pavilhão 5: área de chegada para o transporte de chefes de Estado ou de governo; salão VVIP exclusivo para chefes de Estado ou de governo; salão plenário: a participação nas sessões plenárias será limitada a seis delegados por país, que estarão sentados em duas filas de três assentos cada, como nas sessões plenárias da Assembleia-Geral das Nações Unidas;

  • Pavilhão temporário: os representantes dos principais grupos acreditados pela ONU ocuparão o pavilhão temporário, entre os Pavilhões 1 e 2; esta área será usada para eventos paralelos, como conferências, seminários e apresentações.

OUTROS LOCAIS

Parque dos Atletas
O Parque dos Atletas, localizado do outro lado da estrada do Riocentro, receberá pavilhões de países-membros, de agências das Nações Unidas e do governo brasileiro, para além de outras atividades relacionadas com a Conferência.

Autódromo de Jacarepaguá
Durante a conferência, o autódromo será a área principal para exposições, eventos e a participação da sociedade civil.

Arena da Barra
A Arena receberá atividades da sociedade civil e servirá como local para o registo e outras atividades, para além de retransmitir os eventos do Riocentro.

Parque do Flamengo
As atividades da sociedade civil serão realizadas no Parque sob a responsabilidade do Comité de Direção da Sociedade Civil para a Conferência Rio+20. A Cimeira para os Povos será uma dessas atividades.

Museu de Arte Moderna e VIVO RIO
Localizado nos jardins do Parque do Flamengo, as instalações do MAM receberão uma exposição sobre o desenvolvimento sustentável, assim como uma feira da biodiversidade. A área à volta do MAM receberá as atividades do governo e da sociedade civil. O Vivo Rio, uma sala de teatro adjacente ao MAM com 200 lugares, receberá atividades da sociedade civil e serve como área de retransmissão

Píer Mauá e Centro Cultural Ação da Cidadania
O Pier Mauá será o local para as exposições organizadas pelo governo sobre as tecnologias sustentáveis, entre outras. O Centro Cultural Ação da Cidadania receberá atividades relacionadas com a inclusão cultural e social.

Para mais informações sobre a conferência, consulte: