World Environment Day - Raise Your Voice, Not the Sea Level

Sobre os Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento

A Assembleia Geral da ONU declarou 2014 o Ano Internacional dos Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento para celebrar as contribuições desse grupo de países e territórios ao planeta.

Essas pequenas ilhas abrigam culturas vibrantes e distintas, bem como riquíssimos ecossistemas, biodiversidade e cenários estonteantes.

No entanto, os desafios que essas pequenas ilhas enfrentam são enormes. De Trinidade & Tobago a Samoa, os maiores problemas sofridos por esses Estados são relacionados à mudança do clima, manejo de ecossistemas, consumo insustentável, degradação de recursos naturais, desastres naturais extremos e sobrepopulação. São problemas que todos nós enfrentamos.

A mudança do clima é um dos principais desafios porque o aquecimento global está causando o aumento do nível do mar. De acordo com o Painel Internacional sobre a Mudança do Clima (IPCC), o nível dos mares está aumentando cada vez mais rápido e a projeção é que aumente ainda mais neste século. Quando a temperatura global aumenta, as moléculas da água se expandem e ocupam mais espaço. O nível do mar também aumenta quando o gelo derrete. Comunidades costeiras em todos os países sofrem com enchentes e tempestades, às quais essas pequenas ilhas estão mais expostas. Muitas das áreas habitadas dessas ilhas estão sob ameaça constante de serem tomadas pelo mar.

No entanto, essas ilhas também têm sido bem-sucedidas quando o assunto é superação de seus problemas ambientais. De Palau a Porto Rico, as histórias de resiliência e inovação são inúmeras. De fato, 100% da energia de Tokelau é solar. Já Fiji, que não tem recursos para construir sistemas de drenagem e paredões, está restaurando manguezais e recifes de corais para prevenir enchentes e erosão. Essas histórias e soluções são exemplos que podem ser replicados para resolver problemas ambientais em todo o mundo.

O Ano Internacional dos Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento busca chamar a atenção do mundo em preparação para a Conferência da ONU sobre Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento, que será realizada em setembro de 2014 em Samoa.